segunda-feira, 24 de junho de 2019

Nas noites de sexta-feira, de 17 de maio à 07 de junho de 2019, o Curso de História das Faculdades Integradas de Taquara - FACCAT, promoveu um Curso de Extensão intitulado "As Mulheres Brasileiras e suas intersecções nas Ciências Humanas", que foi ministrado pela Profª. Drª. Daniela Garces de Oliveira e Profª. Me. Marluce Dias Fagundes. 
Como conteúdo programático para o curso, estavam discussões relacionadas ás Mulheres (conceito, fontes e temas); As Mulheres no Brasil, breve história passando por diferentes períodos; Genealogia do Gênero nos Cursos de Pedagogia; As Mulheres nas letras, docentes e escritoras; E as Mulheres como protagonistas de determinados cursos, mas fora dos cargos estratégicos.
Importante ressaltar que o curso não era somente para os acadêmicos do curso de História, mas aberto aos outros cursos e à comunidade em geral que tivesse o interesse de participar, como de fato foi o que ocorreu. É digno de nota também a quantidade de participantes, buscando aperfeiçoamento e novos conhecimentos sobre as temáticas expostas, agregando muito com as discussões e as trocas de conhecimentos.

Abaixo, registros dos encontros.





terça-feira, 17 de outubro de 2017

Campanha beneficia quilombolas

Entre os meses de setembro e outubro, os cursos de Ciências Contábeis e História das Faculdades Integradas de Taquara (Faccat) desenvolveram uma campanha de solidariedade em favor da comunidade dos Quilombolas, na localidade de Paredão Baixo. O projeto tem o engajamento dos alunos e professores das disciplinas de Administração Financeira, ministrada pelo professor Sérgio Nikolay; Contabilidade Empresarial I, do professor Lauri Fries; Estrutura e Análise das Demonstrações, do professor Oscar Scherer; Tópicos Especiais, do professor Dorneles Sita Fagundes; e de acadêmicos do curso de História, supervisionados pelas professoras Dalva Reinheimer e Elaine Smaniotto.
A comunidade Quilombo do Paredão Baixo está localizada no distrito de Fazenda Fialho e teve seu reconhecimento como Quilombola legalmente feito por meio da Fundação Palmares. "Quilombolas são descendentes de africanos escravizados que mantêm tradições culturais, de subsistência e religiosas ao longo dos séculos", informa a fundação.
Instaladas em local íngreme, de onde surgiu o nome Paredão, esse Quilombo formou-se logo após a abolição da escravatura, quando os negros foram sendo libertados. Os escravos pertenciam à antiga Fazenda Fialho (daí o nome do distrito).
A estrada que dá acesso à comunidade é de chão batido, deixando os habitantes isolados por não haver transporte público na região. Cientes e solidários com as necessidades desta comunidade, os cursos de Ciências Contábeis e História da Faccat promoveram esta campanha, que resultou na doação de vários produtos aos moradores do local.
Hoje, de acordo com documentação pesquisada junto ao Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) de Taquara e a EMATER, o Quilombo do Paredão conta com 161 beneficiários cadastrados junto ao órgão, sendo 84 mulheres e 77 homens, destes, 45 jovens, 44 crianças, 54 adultos e 18 idosos.